Há cura na loucura.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   

Sobre mim...

Apaixonada por música, café, filmes, séries e livros. Sou apaixonada pela arte em sua forma geral. Escrevo porque amo, porque escrever liberta, ajuda. Escrever faxina a mente e a alma. Gosto de escrever porque gera cura, seja em mim ou nos outros.


Onde me achar: 

Coração aberto, alma firme. 

Andei pensando muito e decidi que vou postar textos muito pessoais,compartilhar um pouco do que vivi, aprendi, experiências bacanas, outras nem tanto. Mas, que de alguma poderá ajudar algumas pessoas. Vou postar tudo aqui. Tem texto sobre amor, sobre a vida, sobre relacionamentos, sobre sonhos e decepções. Tem de tudo. Se você não se identificar em um, com certeza se encaixará em outro! Vou abrir meu coração, afinal quem sabe, eu não possa te ajudar a curar o seu?!

Não é justo com você

Não é justo com você permitir alguém que só admire "sua casa" quando tudo parece organizado e bonito. Quando "os móveis" estão no lugar, quando todo o "lixo" foi jogado fora. Quando tudo parece finalmente em seu devido lugar.

Não é justo menina, permitir que meninos fingindo serem homens entrem em sua vida. Não é justo que esses meninos possam testar sua frágil e mentirosa masculinidade em você. Não é justo com você, se permitir viver algo assim só pelo medo de estar sozinha ou por não se achar boa o suficiente para alguém.

Não é justo que esse alguém só consiga ver as coisas (e às vezes até pessoas) como distrações, jogos ou brinquedos. Na grande maioria das vezes, você foi vista por ele como um troféu, como alguém para exibir e mostrar. Não é justo com você se permitir viver assim.

Não é justo com você sempre parecer disponível pra alguém, que na grande maioria das vezes não sabe apreciar sua presença e seus cuidados.

Não é justo ele permanecer quando parecer conveniente. Não é justo ele só ficar quando "nada melhor" aparecer. Não é justo com você, ele simplismente ir embora quando as coisas estão bagunçadas, quando tudo dentro de você está uma bagunça!

Não é justo que alguém mesmo que por um segundo, faça com que você se sinta inútil ou indigna. Não é justo que ele dite qual é o seu valor ou seu lugar.

Não é justo que alguém que não se importe com suas lágrimas, de alguma forma, mereça seu sorrisos. Não é justo ele mentir pra você e se achar tão esperto a ponto de "saber" que não importa o que aconteça, você sempre estará ali por ele e que você sempre está disposta a dar mais uma chance. Não é justo ele se achar bom demais pra você assim!

Não é justo você permitir que alguém te trate assim. Não é justo com você. Você vale mais, você pode mais, você merece mais, você é incrível demais! Não se contente e aceite tão pouco. É injusto com você e com sua história se deixar ser tratada assim, ser "amada" assim pela metade, pelas partes que ele considera "boas" ou atraentes.

Você só perceberá o quanto você é valiosa, quando entender que as suas cicatrizes e dores também merecem ser amadas. Quando perceber que a bagunça às vezes é grande, mas não torna você menos merecedora de amor, e que essa "bagunça" merece ser abraçada, porque ela faz parte de quem você é. Não há nada de errado com você, não há nada que te faça menos digna, menos valiosa, menos incrível ou linda! Você é importante! Você é suficente e merecedora de todo o amor do mundo!

- Com amor, Ka.

Decepções: um jeitinho da vida te mostrar novos caminhos. 

(PARTE I)

Ele só vai perceber o quanto gosta de você quando sentir que te perdeu.
A vontade de falar com ele vai ser muito grande, eu sei, mas nada que você não possa controlar. Amor é pra ser algo leve, que provoca sorrisos, não pra te fazer se sentir tão insegura e confusa.

Ele vai sentir sua falta, tenho certeza. Se for verdadeiro, ele vai, pode apostar. Uma vez eu ouvi uma canção que dizia que "você só precisa de luz quando está escurecendo. Só sente falta do sol quando começa a nevar. Só sabe que a ama quando a deixou ir." e por aí vai. É longa a história.

Se ele realmente te amar, ele vai sentir falta, vai vir atrás, vai passar por cima do próprio orgulho, porque ele sabe que você é mais importante que isso. Mas, do contrário, se ele não vier, pode ter certeza aos poucos as coisas vão se acertar... No começo vai doer um pouco, mas você vai perceber que com o tempo as coisas mudam. Você muda. As prioridades se invertem. Vai depender de você decidir continuar "aí no chão", ou se vai se levantar e enfrentar tudo isso.

Mas tudo bem se você quiser ficar um tempinho aí, só sentada e ouvindo sua própria respiração. Tudo bem se você quiser chorar um, ou dois dias, ou mais até. Ninguém precisa fingir ser forte quando na verdade tá desmoronando por dentro. Pode não parecer, mas tudo vai ficar bem, tudo vai dar certo. Acredite em mim. Você vai superar.

Eu não sei quem é o autor, mas uma vez eu ouvi que quando você se decepciona ou se machuca muito com alguém, é só uma forma de Deus, ou do universo dizer que tem algo MELHOR pra você. É como se você "perdesse algo" para que coisas melhores pudessem vir. É o jeitinho da vida de dizer que existem outras opções, outros caminhos.

De uma forma ou de outra, em qualquer uma das hipóteses, a decisão, a escolha são suas. Eu espero sinceramente que você escolha o melhor. Eu te desejo o MELHOR. Você MERECE O MELHOR.

Quando as prioridades se invertem.


Pra ser bem honesta eu estava com um bloqueio criativo muito forte. Não sabia direito como escrever, e nunca quis fazer algo por fazer sabe? Sempre quis poder ajudar e tocar as pessoas de alguma forma. E ultimamente tenho pensado muito em coisas que mudam com o tempo, e que no fim acabando se tornando coisas maravilhosas, mesmo que de início não pareçam. 

Hoje vi um filme na netflix, que me chamou muito atenção: "When we first met" em tradução "Quando nos conhecemos". 

Alerta spoiler: Resumidamente, o filme narra a história de Noah, um cara bem gente boa, daqueles engraçados que se apaixona por Avery já no 1° encontro, mas ela o vê somente como amigo. Após 3 anos, o destino o dá uma chance de tentar reverter isso, e ele consegue viajar no tempo. Todo dia uma nova chance de tentar conquistá-la, mas fazendo determinadas escolhas, outros relacionamentos são alterados, o que o faz aprender e se surpreender muito. No fim, ele descobre que nem sempre aquilo que pensamos que queremos, é realmente o que precisamos. É típico da vida né? Aquelas reviravoltas bem loucas e inimagináveis.

A história me marcou e na hora eu levantei do sofá, e corri pra cá. O filme explicou bem algo que acontece muito e não nos damos conta, ou demoramos pra notar. Às vezes o que julgamos ser o melhor pra nós, nem sempre é de verdade aquilo que nosso coração busca. Sei lá, talvez seu coração tá gritando algo muito diferente do que seus pensamentos estão dizendo, mas mesmo assim você não consegue ouvir, não por ser cabeça dura demais, mas por simplesmente não estar prestando atenção à isso. Talvez aquilo que você sempre precisou sempre esteve ali, mas você estava cego, ou no caso surdo demais pra não estar ouvindo direito. 

O que eu aprendi, e quero que você possa pensar à respeito é, que tudo que você precisa pra ser feliz é abraçar as surpresas que a vida te proporciona, dá um medo às vezes? Claro que dá, mas você não pode ter medo de sair da sua zoninha de conforto, aquele cantinho que te protege das "incertezas e dores" que coisas inesperadas podem trazer. O inesperado também é bom, o inesperado te tira da rotina, da monotonia. E acima de tudo, entenda que você não pode voltar no tempo, então não gaste tantos neurônios pensando em "como seria se..." , apenas viva o momento. Viva o presente que você tem, prestando atenção a cada detalhe, isso pode transformar completamente seu futuro.

Às vezes as coisas vão mudar sim, porque você muda e as prioridades se invertem, e o que você acha que é o fim do mundo, é na verdade só a sua vida entrando nos eixos, finalmente se encaixando.